HISTÓRIA DO BULL TERRIER

O novo “Bull Terrier” como é conhecido atualmente apareceu pela primeira vez em uma exibição em Birmingham em maio de 1862. Foi apresentado por James Hinks, um negociante de cães, que forma geral, é reconhecido como o criador original do Bull Terrier e cuja família vem sendo associada à Bull Terrier, até os dias atuais.

Hinks não hesitou em usar muitas crias e raças diferentes cães em sua pesquisa para desenvolver seu “Gentleman´s Companion”, mas é provável que o Bulldog, o (já extinto) Terrier Branco Inglês e o dálmata foram os principais contribuidores. Sua preferência foi por um animal branco e parece que os especialistas e admiradores da época estavam de acordo com seu “White Cavalier”, que rapidamente ganhou popularidade e foi bem sucedido nas primeiras exibições de cães que estavam rapidamente se popularizando naquele tempo.

O “novo Bull Terrier” ganhou popularidade em 1887, depois de várias tentativas, The Bull Terrier Club ( O Clube Bulll Terrier) foi formado. Neste momento a raça constituia-se principalmente por animais brancos, sendo geralmente o colorido uma raça diferente. Logo após o início do século XX, houveram obstinados e bem sucedidos esforços para o desenvolvimento de Bull Terriers Coloridos, atualmente estes e os brancos formam uma só raça.

Os filhos de pais brancos são sempre brancos, embora estes podem ter e frequentemente têm, marcações na cabeça; os descendentes de um pai ou mãe branco + colorido podem ser brancos ou coloridos. As cores principais são Tigrado, Vermelho e Tri-color ( preto, branco e canela e preto, canela e branco) havendo variação de tonalidades entre estas.

Através da procriação seletiva o Bull Terrier tornou-se atualmente um animal de companhia e de estimação, muito apreciado. É extremamente carinhoso com as pessoas e é particularmente conhecido por sua afeição por crianças pequenas. Entretanto, é um animal forte e vigoroso, e sempre deve ser lembrado que é, antes de tudo, um Terrier com um espírito competitivo e que pode nem sempre ser tolerante com outros animais. Embora muitos convivam harmoniosamente com outros animais de estimação em uma mesma casa.